Tratamento De problemas De Comportamento Em Gatos

Tratamento De problemas De Comportamento Em Gatos

O tratamento de problemas de comportamento nos gatos varia muito de qual alteração ele possui.

Na maioria dos casos, o tratamento é feito com uma forma de prevenção, para evitar com que o comportamento se repita, com isso, o veterinário e o tutor vão moldando técnicas que podem funcionar ou não.

A prevenção atua como uma ferramenta importante contra agressão e também, para segurança dos tutores e de outros animais de estimação.

Além disso, cada gato responde de forma diferente, não podemos dizer que todos têm a mesma resposta e no mesmo tempo.

Veja Mais:

A melhoria é geralmente um processo lento e gradual, depende muito também do comprometimento de todos que estão envolvidos na causa. 

Podem ser necessárias alterações no ambiente em que o gato vive, para que ele possa se acostumar com o ambiente sem o fator que estava provocando as alterações.

Existem diversas técnicas que o veterinário utiliza para tentar resolver cada situação, nós vamos explicar um pouco a respeito de cada uma delas.

Técnicas de modificação de comportamento

Tratamento De problemas De Comportamento Em Gatos

A maioria das técnicas envolvidas na modificação do comportamento não é difícil de aprender e pode ser empregada com sucesso com técnicas preventivas. 

Já para os gatos, pode ser algo que exija bastante esforço e dedicação, porque eles podem ser um pouco teimosos e resistentes quanto a isso.


Leia Mais: Livros Digitais Sobre Gatos Que Podem Fazer Com Que Seu Gato Viva Até Duas Vezes Mais Que a Média Normal


A Habituação é uma forma simples de aprendizado que não envolve recompensas. 

É apenas o fim ou a diminuição da resposta a um estímulo que resulta da exposição repetida ou prolongada a esse estímulo.

Mas calma, não é o mesmo que deixar de responder a um estímulo por fadiga ou algo assim.

Os seus efeitos são duradouros, porém, se o bichano continua sendo exposto a um estímulo negativo constantemente, ela não é indicada.

Associado a habituação, temos a recuperação espontânea,  se houver um grande período de tempo, no qual o gato experimentou o evento que ele estava acostumado, se houver uma outra exposição, o gato pode agir de maneira diferente.

  • Um gato sentado ao lado da janela, pode se assustar com sons de buzina e outros carros que passam. O gato ignora o tráfego enquanto descobre que não há consequências para o som. Se não houvesse tráfego por um longo tempo, o próximo carro que passasse poderia causar um sobressalto no gato.

O Condicionamento refere-se a associações entre estímulos e comportamento. 

  • O gato quando está com fome, pode começar a salivar quando vê a comida ou miar também, a comida é um estímulo. Se toda vez que o gato faminto vê a comida, também ouve um abridor de latas, após várias vezes, o som do abridor de latas sozinho fará com que o gato comece a salivar ou miar. 

Isso é chamado de condicionamento. 

O abridor de latas provoca a mesma resposta que a visão dos alimentos, depois de várias vezes, o gato aprendeu a associar o som do abridor de latas à comida.

O Reforço é qualquer evento que aumenta as chances de um determinado comportamento ser repetido. 

Nós conhecemos bastante sobre o reforço, principalmente o positivo, que é usado dando recompensas, principalmente no adestramento.

Porém, há o reforço negativo, e todos tem as suas consequências.

Quanto mais o animal faz um comportamento, mais ele recebe reforço positivo, isso faz esse comportamento aumentar. 

Um reforço negativo (que por engano é considerado punição por muitas pessoas), é algo desagradável que aumenta um comportamento quando é removido. 

  • Alguns gatos acham que ficar preso em um colo é desagradável. Quando um gato se contorce e escapa do seu colo, é recompensado por ser libertado do seu aperto. Após várias vezes, a liberação da restrição aumentará a chance de seu gato tentar escapar novamente na próxima vez.

Veja Mais:

Os Reforçadores de segunda ordem são sinais que podem ser usados ​​à distância para que o gato saiba que uma recompensa está chegando. Aqui já fica mais simples, porque as palavras positivas são usadas com muita frequência, tutores mais treinados usam o clicker. 

  • Um clicker pode ser associado a um tratamento alimentar como recompensa por ter vindo. Ao associar o clicker à comida, você pode treinar o gato para se afastar e ainda recompensar o comportamento usando o clicker. 

Recentemente, o treinamento positivo, e o treinamento com cliques se tornaram muito populares e funcionam bem com gatos e cães.

No entanto, é possível fazer um excelente trabalho com treinamento positivo, sem o uso de reforços de segunda ordem. 

O treinamento com clicker requer prática frequente e excelente timing, porém, pode ser que alguns gatos acabem se irritando, ou não consigam se adaptar corretamente. 

Além de que, seu uso incorreto, pode prejudicar o programa de modificação do comportamento.

A Extinção, ou então ignorar um comportamento, é uma resposta que para quando a recompensa é removida. 

Ignorar um gato que mia excessivamente à noite em busca de atenção.

Se os tutores se levantam para alimentar o gato (ou mesmo em muitos casos para gritar com ele), o comportamento continua. 

Se eles pararem de alimentar o gato ou prestar atenção, ele acabará parando de miar durante a noite, porque a recompensa não está mais lá. 

Pode doer o seu coração, mas é fundamental que você não ceda.

Ceder só tornará a extinção mais difícil, o gato aprendeu que, embora seu limite tenha aumentado, ele pode substituí-lo trabalhando mais.

Evitar um comportamento problemático é essencial até que você possa procurar ajuda qualificada, principalmente no caso de gatos que estejam mordendo ou arranhando. 

Com o tratamento, pode ser possível dessensibilizar o gato às circunstâncias em que ocorre um comportamento agressivo, mas evitar é a chave para minimizar o perigo. 

Evitar não significa que o gato tem controle ou que você está cedendo ao gato. 

Pelo contrário, significa que o gato não está tendo a chance de reforçar o padrão agindo agressivamente. 

Toda vez que um gato se torna agressivo, descobre que essa reação pode ajudá-lo a lidar com a situação, reforçando o problema.

Uso de medicamentos para tratar problemas de comportamento

Tratamento De problemas De Comportamento Em Gatos

O seu veterinário pode, em alguns casos, prescrever medicamentos para ajudar a tratar um problema de comportamento do seu gato.

O tratamento medicamentoso para quase qualquer mudança de comportamento, é mais útil quando combinado à modificação de comportamento.

Todos os medicamentos infelizmente, têm potencial para causar efeitos adversos. 

Felizmente, a maioria dos medicamentos modernos contra a ansiedade e antidepressivos usados ​​em gatos é bem tolerada. 

Perturbações gastrointestinais (levando a redução do apetite, vômito ou diarreia), são os efeitos adversos mais comuns observados.

Em alguns gatos, pode ocorrer diminuição da atividade ou letargia na primeira semana de tratamento, à medida que o animal se ajusta ao medicamento.

Efeitos adversos mais graves, incluindo inflamação potencialmente fatal do fígado, convulsões ou outros sinais de toxicidade, foram relatados em casos raros. 

Apesar dessas limitações, a medicação tem o potencial de ser muito útil em uma ampla gama de problemas de comportamento de gatos, incluindo marcação.

Problemas relacionados ao medo, comportamentos compulsivos, como excesso de higiene e alguns tipos de agressão.

Drogas e suplementos podem melhorar o estado emocional de um gato (por exemplo, diminuir o medo ou a ansiedade), para um treinamento mais eficaz. 

As drogas também podem ser úteis para comportamentos anormais ou graves. 

Seu veterinário pode discutir se a medicação pode ser apropriada para o seu gato.


Você já sabia tudo que falamos aqui? Comenta ali no final “Não foi novidade”. Se aprendeu algo novo, comenta “Eu não sabia ….”.

Não se esqueça de conhecer nossas mídias sociais (temos conteúdos exclusivos para cada uma delas!):


Quer aprender mais?

Se quiser saber mais sobre o Guia Para Um Gato de 14 Vidas, que foi de onde eu tirei as informações (e de onde eu tiro 99% das dicas que eu mando pra vocês), pode clicar AQUI.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *