Quero Adotar Um Gato, e Agora?

Quero Adotar Um Gato, e Agora?

Adotar animais é um ato de amor maravilhoso, porque estamos dispostos a mostrar como a vida pode ser diferente do que aquele bichinho está acostumado.

Não é diferente para os gatos, como a mamãe gata geralmente tem vários filhotes, é uma cena comum ver pessoas doando gatos.

Muitas das pessoas, acabam se apaixonando por um filhote e acabam querendo levar o outro, ou querendo levar a ninhada inteira, não é?

Nós sabemos, que o passo da adoção, também pode ter suas complicações, independente do bichano ser adulto ou filhote, isso por questões comportamentais.

Essas questões comportamentais podem ser referentes a traumas passados, não gostar do ambiente no qual ele estava, ser um gato estressado, medroso, ansiosos, agressivo e diversas outras opções.

Por isso que às vezes, a adoção pode ser um desafio para alguns tutores e necessita de acompanhamento de um veterinário especialista em felinos ou em comportamento felino.

Para te ajudar nessa missão, algumas dicas podem ser muito úteis para tornar a adoção e adaptação do seu novo bichano mais fácil.

Esse conteúdo será exclusivo com maneiras para melhorar o processo de adoção para o novo bichano, ok?


Leia Mais: Livros Digitais Sobre Gatos Que Podem Fazer Com Que Seu Gato Viva Até Duas Vezes Mais Que a Média Normal


Locais para adotar um gato

Quero Adotar Um Gato, e Agora?

Primeiramente, tenha cuidado com superlotações de gatos.

Pode parecer estranho dizer isso, mas infelizmente, há locais que não são bem cuidados e os bichanos acabam ficando largados no local, sem qualquer tipo de cuidado.

Nesses casos, provavelmente você estará atuando em um resgate, e literalmente salvando uma vida.

  • É de extrema importância levar o seu novo gato para fazer um check-up
  • Locais com superlotações são propícios para disseminação de doenças transmissíveis
  • Locais que não possuem cuidados geralmente não se preocupam em realizar vacinas, vermífugos e castração

A segunda opção, é buscar feiras de adoção, geralmente essas feiras acontecem com uma determinada frequência e são anunciadas em determinadas páginas.

A maioria já tem um cuidado mais sério com os bichanos, alguns já estão com as vacinas inicias, vermífugo, castrados e quem é mais sério ainda, já instala um chip junto.

A terceira opção, em clínicas veterinárias ou em hospitais, principalmente aquelas que são especializadas em felinos, sempre tem uma ninhada para doação.

  • Nesses casos quase sempre a mamãe gata também está junto para adoção

A última opção, é buscar em grupos e páginas específicas de adoção, diariamente são postados vários bichinhos que estão para adoção.

Veja Mais:

Adote dois irmãos

Quero Adotar Um Gato, e Agora?

No processo de socialização, se você adotar dois irmãos, é como as pessoas sempre dizem, um irá fazer companhia para o outro, e sim, isso irá ocorrer!

Além de que, os bichanos já estão acostumado a conviverem juntos desde que nasceram, então o processo de socialização será super saudável.

Com essa questão você não precisa se preocupar com o gênero.

Você pode escolher um casal, duas meninas, dois meninos, não importa, qualquer opção será maravilhosa para o convívio saudável deles.

Nesse caso, geralmente a mãe não está para adoção, porque ela já possui os seus tutores e o processo de separação acaba não sendo tão traumático para ela.

GRÁTIS! Livro Digital: Como Parar De Envenenar Seu Gato Com Rações Ruins (Mesmo As Mais Famosas)

Quero Adotar Um Gato, e Agora?

Descubra como e por que MESMO AS RAÇÕES MAIS CARAS podem estar fazendo MUITO MAL ao seu bichano e TIRANDO ANOS da vida dele! (E como se prevenir disso)

Download 100% GRATUITO! Insira seu melhor e-mail para receber.>

Fique tranquilo, a gente também ODEIA SPAM! Com a gente, seu e-mail está completamente SEGURO!

(Mais de 90 mil downloads)

Adote os companheiros

Quero Adotar Um Gato, e Agora?

Se o bichano não tem parentes, por exemplo, em uma feira de adoção é comum ver diversos gatinhos juntos que não possuem parentesco.

Observe com qual gatinho o outro está mais junto, provavelmente os dois são bons amigos e não sofrerão com a separação se ficarem juntos.

Independente de serem parentes ou não, os bichanos acabam sofrendo pela separação sim!

Pode ser algo que seja apenas transitório, mas para outros, o trauma pode acabar sendo muito grande.


Leia Mais: E-books Mostram Como Prevenir Doenças Em Gatis e Assim Evitar Perder Seu Filhinho Peludo Antes da Hora


Adote a mãe e o filhote da ninhada

Quero Adotar Um Gato, e Agora?

Na maioria dos casos, a mãe sempre acaba sobrando com algum filhote ou mais, infelizmente, muitas pessoas não pensam em adotar a mãe, mas é uma excelente opção para adaptação.

Com a mãe, o filhote acaba se sentindo mais seguro e sente que ela é uma companhia fundamental para o seu desenvolvimento.

  • É uma linda opção, caso você esteja pensando em adotar um gato adulto e um filhote.

Essas opções são bem simples, mas são de extrema importância para a socialização do felino.

O processo de adaptação a um novo lar, rotina e família, é sempre mais fácil quando se tem algum bichano que ele já confia e conviveu durante um período de tempo, por mais que tenha sido um período curto, é fundamental que isso ocorra.


Você já sabia tudo que falamos aqui? Comenta ali no final “Não foi novidade”. Se aprendeu algo novo, comenta “Eu não sabia ….”.

Não se esqueça de conhecer nossas mídias sociais (temos conteúdos exclusivos para cada uma delas!):


Quer aprender mais?

Se quiser saber mais sobre o Guia Para Um Gato de 14 Vidas, que foi de onde eu tirei as informações (e de onde eu tiro 99% das dicas que eu mando pra vocês), pode clicar AQUI.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *