Passear Com Gato: 7 Dicas Para Sair Com Felinos

Tempo de leitura: 4 minutos

Passear Com Gato: 7 Dicas Para Sair Com Felinos

Quer passear com seu gato? Veja estas 7 dicas para sair com felinos.

Índice da matéria ‘Passear com gato: 7 dicas para sair com felinos’:

  1. Leve o ao veterinário
  2. Selecione um arnês e coleira para gatos e não para cães.
  3. Lembre-se de ser paciente.
  4. Aceite o estilo de passeio.
  5. Fique com um cronograma.
  6. Olhe para frente e para todos os lados.
  7. Considere levar seu gato em um carrinho

Você deve ter notado que seu gato passa horas por dia olhando pela janela, tagarelando com pássaros, e talvez sonhando em subir em árvores e deitar na grama exuberante.

Gatos vieram da natureza, onde estavam livres para andar, desinibidos ao ar livre. Para a maioria dos gatos domésticos, este sonho ao ar livre nunca se tornará uma realidade devido aos confinamentos externos seguros indisponíveis.

Veja também: como prolongar a vida de seu gato em até o dobro da sua expectativa, no Guia para um gato de 14 vidas.

Não deixe o seu cão ser o único que gosta de passear com você, ensine seu gato a andar com a coleira e acessar o enriquecimento ao ar livre que a maioria deles deseja.

Antes de levar seu gato para um passeio no seu quintal ou bairro, considere estas 7 dicas para sair com felinos:

1. Leve o ao veterinário

Agende uma consulta com seu veterinário para um exame, a fim de garantir que seu gato esteja saudável. Além disso, saberá se está atualizado sobre as vacinas, para reduzir o risco de contrair uma doença contagiosa ao ar livre.

Uma dica importante para passeios, mas também para consultas de rotinas.

2. Selecione um arnês e coleira para gatos e não para cães.

Tenha em mente que os gatos possuem espinhos flexíveis e, portanto, podem facilmente sair das coleiras dos cães dos cães. Considere coleiras de gato estilo bungee ao invés de coleiras de nylon, porque eles oferecem mais conforto. Gatos não gostam de ser apertados. E lembre-se de prender a coleira ao arnês e não no colarinho, porque um puxão forte pode ferir a traqueia do seu gato.

Uma dica importante, se você quer ter segurança.

3. Lembre-se de ser paciente.

Comece por introduzir o seu gato para o arnês e coleira dentro de sua casa. Deixe-o acostumar-se a isso primeiro colocando-os em volta de sua tigela de comida ou perto de seu poste. Em seguida, coloque-os sobre ele e deixe-o andar pela casa.

Certifique-se de elogiá-lo e fornecer-lhe deleites saudáveis para reforçar o uso do arnês e da coleira. Se ele parece aceitar usá-los, tente-o em um local seguro ao ar livre, como um quintal cercado, antes de sair na calçada juntos.

4. Aceite o estilo de passeio

Os gatos, ao contrário dos cães, preferem serpentear, parar e começar a andar em todas as direções, dependendo do que atrai a atenção deles.

Até as crianças amam passear com gatos.

5. Fique com um cronograma

Gatos anseiam rotinas e seu gato pode olhar para a frente para suas caminhadas diárias. Limite a caminhada a 10 minutos e, se possível, quando os cães da vizinhança não estiverem em suas caminhadas.

Esse é uma das 7 dicas para sair com felinos mais eficazes.

6. Olhe para frente e para todos os lados.

Preste atenção ao seu entorno e evite sprinklers de pulverização, gramados pulverizados com produtos químicos, cães controlados ou soltos e outros perigos em potencial para o seu gato.

Os gatos são tão sensíveis, quanto os cachorros, então todo cuidado é pouco.

7. Considere levar seu gato em um carrinho

Se o seu gato gosta de estar fora, mas não está andando na coleira – ou se ele é idoso – considere tê-lo montado em um carrinho de bebê. Apenas certifique-se de amarrá-lo ao carrinho para evitar que escape.

Assim é bem mais confortável, não é mesmo? 

Conclusão: essas são as 7 dicas para sair com felinos mais eficazes.

Se você tem um gato ousado, confiante e curioso? Você conhece o tipo – o felino que adora bisbilhotar em gavetas, observando os acontecimentos em sua rua de um poleiro da janela. Ele pode ganhar muitos benefícios de estimulação mental e física de passeios controlados com você.

Caminhadas diárias, quando feitas com segurança, também ajudam seu gato a manter um peso saudável. E o seu gato doméstico se beneficiará por ter a oportunidade de explorar um ambiente variado.

Se você ama seu gato veja essa apresentação, e previna diversas doenças que você mesmo pode causar em seus amigos.

Obrigada por ter lido, se gostou dessa matéria compartilhe e ajude mais donos de gatos a passear com seus companheiros.

Até a próxima!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *