O Que Você Deve Saber Sobre a Pancreatite Felina?

O Que Você Deve Saber Sobre a Pancreatite Felina?

A pancreatite é uma condição bastante grave e que requer muita atenção do médico veterinário, assim como do tutor. Para você entender melhor sobre a doença, fizemos um pequeno resumo sobre ela!

Explicando brevemente, a pancreatite é caracterizada como a inflamação do pâncreas.

Esse órgão por mais que não tão conhecido, desempenha um papel muito importante na digestão dos alimentos e na produção de enzimas. Se o pâncreas estiver inflamado, essas funções não terão a ação livre, provocando doenças.

A pancreatite precisa ser tratada imediatamente por um veterinário. Portanto, caso você note algum de seus sinais clínicos é necessário que seu animal de estimação seja examinado o mais rápido possível.

O que acontece na pancreatite felina?

O Que Você Deve Saber Sobre a Pancreatite Felina?

Quando o pâncreas não está inflamado as enzimas digestivas que o órgão produz não tem contato com o tecido pancreático. Estas permanecem inativas até chegar no intestino delgado.

Porém, se essas enzimas começam a ser ativadas logo que estão no pâncreas, elas fazem muito mal para o órgão, começam a correr e inflamar o local, porque ele é feito de proteínas, gorduras e carboidratos. Isso leva à pancreatite, que pode afetar gatos de todas as raças e idades.

Quais são os sinais clínicos da pancreatite?

O Que Você Deve Saber Sobre a Pancreatite Felina?

A pancreatite tem alguns sinais clínicos que podem não ser bem específicos de acordo com a evolução da doença, mas quando ela está no começo, eles podem ser confundidos com outras afecções:

Normalmente não há vômito e geralmente não há nenhuma indicação óbvia de dor abdominal, mas o gato fica deitado por aí sem querer comer e se sentindo muito letárgico.

Os gatos também podem ter icterícia ou excesso de fluido abdominal, que já são sinais que podem indicar alguma alteração no pâncreas.

Se você tem um gato que normalmente tem um apetite saudável, mas de repente não quer comer, mesmo que seja apenas por um dia, você deve entrar em contato com o seu veterinário, especialmente se houver letargia e indisposição para começar a comer novamente dentro de um ou dois dias.

Como os sinais clínicos desta doença também são sintomas associados a outras condições felinas, um exame adequado é necessário para o diagnóstico correto.

GRÁTIS! Livro Digital: Como Parar De Envenenar Seu Gato Com Rações Ruins (Mesmo As Mais Famosas)

O Que Você Deve Saber Sobre a Pancreatite Felina?

Descubra como e por que MESMO AS RAÇÕES MAIS CARAS podem estar fazendo MUITO MAL ao seu bichano e TIRANDO ANOS da vida dele! (E como se prevenir disso)

Download 100% GRATUITO! Insira seu melhor e-mail para receber.>

Fique tranquilo, a gente também ODEIA SPAM! Com a gente, seu e-mail está completamente SEGURO!

(Mais de 90 mil downloads)

Qual é o tratamento para a pancreatite felina?

O Que Você Deve Saber Sobre a Pancreatite Felina?

Depois que for realizado o diagnóstico da doença, e for comprovado que a condição é pancreatite, o tratamento dá sequência específica para a afecção, o Veterinário pode optar por realizar fluidoterapia, alimentação por sonda, medicação para náuseas e vômitos; se estiverem presentes, transfusões de plasma, antibióticos, medicamentos para controle da dor ou corticosteroides.

E se houver um bloqueio que esteja causando a inflamação, ou se houver tecido gravemente danificado ou grandes acúmulos de fluido, pode ser necessário realizar uma intervenção cirúrgica para retirar a parte que está inviável e sem função.


Leia Mais: Livros Digitais Sobre Gatos Que Podem Fazer Com Que Seu Gato Viva Até Duas Vezes Mais Que a Média Normal


E quanto ao impacto da nutrição na pancreatite?

O Que Você Deve Saber Sobre a Pancreatite Felina?

Muitos felinos com pancreatite também apresentam inflamação no trato gastrointestinal, como:

  • Doença inflamatória intestinal
  • Gastrite
  • Enterite
  • Colite
  • Refluxo

Estes são alguns exemplos de problemas gastrointestinais que podem ser o resultado de alergias alimentares, e que infelizmente podem ocorrer ao alimentar seu gato com uma dieta comercial que contém ingredientes alergênicos sem quaisquer enzimas naturais.

Além disso, alimentar o bichano sempre com a mesma proteína pode resultar em uma alergia a essa fonte de proteína, e os alimentos que contêm um grande número de carboidratos podem sobrecarregar o pâncreas, criando a necessidade de níveis mais elevados de insulina.

Novamente, o pâncreas é essencial para ajudar na digestão, mas quando o trato gastrointestinal de um gato está inflamado, o órgão tem que trabalhar mais ainda para criar enzimas digestivas suficientes para que os intestinos possam usar. 

Alimente os gatos com uma dieta de alta qualidade sem grãos e suplementando com enzimas digestivas e probióticos para ajudar na digestão, e evitar com que o pâncreas acabe trabalhando demais sem precisar.

Prevenção da pancreatite felina

O Que Você Deve Saber Sobre a Pancreatite Felina?

A pancreatite felina pode ser aguda ou crônica, infelizmente ela pode acontecer mais vezes também. As medidas preventivas podem não garantir que seu bichano nunca desenvolverá esse tipo de inflamação. 

No entanto, manter seu gato com um peso saudável é uma boa ideia por vários motivos como forma de prevenção.

Também converse com seu veterinário antes de dar medicamentos ao seu animal de estimação, pois alguns deles podem aumentar a inflamação e levar à pancreatite também.

Estar ciente do que é pancreatite irá ajudá-lo como tutor de um gato. Se você notar qualquer um dos sinais clínicos associados a essa doença, como febre, perda de apetite, lentidão e vômitos, leve seu gato a um veterinário, pois essa condição pode ser fatal.


Você já sabia tudo que falamos aqui? Comenta ali no final “Não foi novidade”. Se aprendeu algo novo, comenta “Eu não sabia ….”.

Não se esqueça de conhecer nossas mídias sociais (temos conteúdos exclusivos para cada uma delas!):


Quer aprender mais?

Se quiser saber mais sobre o Guia Para Um Gato de 14 Vidas, que foi de onde eu tirei as informações (e de onde eu tiro 99% das dicas que eu mando pra vocês), pode clicar AQUI.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *