Fungos Nos Gatos: Doenças Causadas e Tratamentos

Fungos Nos Gatos: Doenças Causadas e Tratamentos

Os fungos estão sempre presentes no ambiente e são extremamente perigosos para a saúde dos gatos. As doenças fúngicas podem ser transmitidas para humanos e são muito devastadoras nos gatos se não realizado o tratamento adequado.

Uma vantagem é que o diagnóstico da maioria das doenças é fácil, as desvantagens são que o diagnóstico pode demorar para ter o resultado e o tratamento é bastante longo. Vamos comentar sobre algumas doenças?

Esporotricose nos gatos

Fungos Nos Gatos: Doenças Causadas e Tratamentos
Fungos nos gatos: Esporotricose

A Esporotricose é uma infecção micótica de implantação, o fungo precisa ser implantado no subcutâneo para causar a infecção, seja por arranhadura ou mordida.

Esse fungo está presente no solo, espinhos, feno, palha, matéria orgânica, musgo, casca de árvore e pedaços de madeira.

Ele tem o potencial de infectar a pele primeiramente, em casos mais graves a infecção pode se estender para o sistema respiratório, ossos e algumas vezes até no cérebro.

Sinais clínicos e tipos

Esporotricose cutânea

  • Lesões na fase – parecendo feridas
  • Uso de terapia com antibiótico não resolveu os sinais
  • Doença nos gânglios
  • Crostas
  • Perda tecidual importante

Esporotricose disseminada

  • É mais rara
  • O fungo se espalha pelo corpo pela circulação
  • Meningite
  • Caquexia

Esporotricose pulmonar

  • Ocorre pela inação do Sporothrix schenckii spores
  • Pneumonia

Aspergilose em gatos

Fungos Nos Gatos: Doenças Causadas e Tratamentos
Fungo nos gatos: Aspergilose

A aspergiolose é uma doença fúngicas oportunista, causada pelo Aspergillus que é comum de estar presente no ambiente, como poeira, palha e feno.

Ela se torna infecciosa quando o gato está com o sistema imunológico enfraquecido por conta de outra doença.

Há dois tipos da doença, a nasal e disseminada. Os dois tipos podem afetar os gatos, nenhuma é pior do que a outra. E uma curiosidade é que os gatos Persas são mais predispostos a ela.

Sinais clínicos e tipos

Aspergilose nasal

Essa infecção acontece na porção nasal e nos sinos nasais, acredita-se que a infecção ocorre pelo contato nasal com o fungo. Por exemplo, o gato está em um ambiente que tem o fungo presente e acaba se contaminando. Os sinais são:

  • Descarga nasal
  • Barulho ao respirar – principalmente na inalação

Aspergilose disseminada

Esse tipo afeta o corpo inteiro, não somente a região nasal, não há uma explicação concreta dizendo como que o fungo entra no corpo. E seus sinais clínicos não são nada específicos:

  • Letargia
  • Depressão
  • Vomito
  • Diarreia

Fungo nos Gatos: Criptococose em gatos

Fungos Nos Gatos: Doenças Causadas e Tratamentos
Fungos nos gatos: Criptococose

A doença acontece principalmente em climas tropicais, o fungo cresce em excrementos de pássaros e vegetação em decomposição.

O fungo acaba sendo contraído pelas vias nasais, indo para o cérebro, olhos, pulmões e outros órgãos, causando principalmente a meningite.

Sinais clínicos

  • Corrimento nasal
  • Anormalidades no sistema nervoso como convulsão, desorientação, alteração no sendo de equilíbrio
  • Inchaço nasal
  • Respiração aumentada
  • Lesão em forma de úlcera e crostas
  • Linfonodos aumentados
  • Doenças oculares

GRÁTIS! Livro Digital: Como Parar De Envenenar Seu Gato Com Rações Ruins (Mesmo As Mais Famosas)

Fungos Nos Gatos: Doenças Causadas e Tratamentos

Descubra como e por que MESMO AS RAÇÕES MAIS CARAS podem estar fazendo MUITO MAL ao seu bichano e TIRANDO ANOS da vida dele! (E como se prevenir disso)

Download 100% GRATUITO! Insira seu melhor e-mail para receber.>

Fique tranquilo, a gente também ODEIA SPAM! Com a gente, seu e-mail está completamente SEGURO!

(Mais de 90 mil downloads)

Malassezia em gatos

Fungos Nos Gatos: Doenças Causadas e Tratamentos
Fungos nos gatos: Malassezia

Ela é uma levedura encontrada na pele e nos ouvidos dos gatos, porém, quando tem um crescimento anormal, causa dermatite e inflamação da pele.

A doença geralmente está associada em casos de pacientes com alergia, seborreia, fatores hormonais e até causas hereditárias.

Sinais clínicos da malassezia

  • Irritação da pele
  • Perda de pelo
  • Áreas vermelhas
  • Odor das lesões
  • Pele fica mais escura
  • Pele oleosa
  • Pele escamosa

Fungo nos Gatos: Tratamento das doenças fúngicas

Para o diagnóstico da Esporotricose é necessário realizar uma citologia e biópsia. As medicações utilizadas são antifúngicas, sendo cada um deles escolhidos de acordo com o grau de cada doença, assim como a associação de outros medicamentos.

Para o diagnóstico da Aspergilose, quando nasal, deve ser coletado material das narinas para cultura fungica, em alguns casos realizar rinoscopia para examinar o interior.

Na forma disseminada a dificuldade diagnóstica é maior, pelos sinais clínicos não serem exclusivos da doença. O que é feito em muitos casos são exames de urina e radiografias para examinar a coluna. E então, iniciar o tratamento com antifúngicos.

O tratamento da Criptococose é feito pelo diagnóstico, que normalmente consiste em realizar uma biópsia da área comprometida, cultura de sangue e urina, testes sanguíneos podem mostrar a presença do antígeno para doença.

As medicações utilizadas são para parar a infecção e em alguns casos é recomendada cirurgia quando há formação de granulomas, para aliviar a dificuldade respiratória.

O tratamento da Malassezia é mais complexo, necessitando de todo o histórico de saúde do gato, exame urinário, exame de sangue, cultura, citologia e entre outros.

O objetivo principal do tratamento é reduzir o número das leveduras e das bactérias, as medicações variam de xampus com produtos, antibióticos e xampu com antibióticos.

Vale lembrar que o diagnóstico de todas as doenças é exclusivamente do médico veterinário e que a automedicação não deve ser realizada em nenhum caso.


Você já sabia tudo que falamos aqui sobre fungos nos gatos? Comenta ali no final “Não foi novidade”. Se aprendeu algo novo, comenta “Eu não sabia ….”.

Não se esqueça de conhecer nossas mídias sociais (temos conteúdos exclusivos para cada uma delas!):


Quer aprender mais?

Se quiser saber mais sobre o Guia Para Um Gato de 14 Vidas, que foi donde eu tirei as informações (e de onde eu tiro 99% das dicas que eu mando pra vocês), pode clicar AQUI.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *