Fezes De Gato Transmitem Doenças?

Tempo de leitura: 6 minutos

doença das fezes do gatoFezes de gato: doenças são causadas por elas? Nessa matéria você irá descobrir se fezes de gato transmite doenças e quais doenças causadas por fezes de gato se for o caso.

Índice da Matéria ‘Fezes De Gato Transmite Doenças?’

  1. Doenças causadas por fezes de gato
    1. Doença das fezes do gato: Toxoplasmose
    2. Doença das fezes do gato: Toxocariose
    3. Doença das fezes do gato: Ancilostomíase
  2. Fezes de gato: doenças, como evitar?
  3. Você viu hipóteses onde fezes de gato transmite doenças, mas sabia que VOCÊ pode estar deixando seu gato doente sem querer?

Quando um gato não é tratado corretamente ou não faz check-ups sempre no médico veterinário, é provável que ele transmita doenças a seus responsáveis.

Obviamente, tudo é uma questão de cuidado e atenção que damos aos nossos bichanos para verificar se eles estão com alguma zoonose – doenças que animais transmitem para humanos.

Algumas das doenças podem ser transmitidas pelas fezes dos gatos e isso exige um cuidado especial e principalmente estratégias para evitar que isso ocorra.

O foco do nosso artigo será somente as doenças das fezes do gato, por isso, leia com bastante atenção e tenha muito cuidado no momento de limpar a caixinha de areia.

Conteúdo VIP

Coloque o seu de email abaixo para receber gratuitamente dicas exclusivas!>

Doenças causadas por fezes de gato

Separamos uma lista com algumas das doenças das fezes do gato.

Repetindo, tudo é uma questão de cuidado e dedicar uma atenção especial a saúde do seu bichano.

Sem contar, que muitas das doenças estão espalhadas na internet como se o gato fosse o principal vilão e não é!

Doença das fezes do gato: Toxoplasmose

A primeira doença das fezes do gato da lista é a famosa toxoplasmose.

Ela é uma das doenças causadas por fezes de gato mais conhecidas e vista de maneira incorreta.

Sim, as fezes do gato são um meio de contaminação, isso porque o protozoário Toxoplasma gondii, causador da doença, realiza o seu ciclo de vida somente nos felinos.

A questão é: a toxoplasmose acaba sendo transmitida para o humano quando é feita a manipulação ou limpeza das fezes do gato contaminada.

E então o humano não higieniza as mãos e leva as mãos contaminadas em contato com a boca.

A doença é extremamente perigosa, principalmente para mulheres grávidas, e pode provocar aborto ou lesões ao feto. E é preciso que as grávidas tenham muito cuidado.

  • A melhor maneira de evitar a contaminação é limpando a caixinha de areia utilizando luvas. E higienizando sempre muito bem as mãos.

Doença das fezes do gato: Toxocariose

Essa doença das fezes do gato também tem a mesma linha de raciocínio que a toxoplasmose.

A doença só é transmitida pelos ovos do verme, que são eliminados nas fezes do gato.

Esta doença é ocasionada por um parasita, o Toxocara cati, os ovos desse parasita são eliminados nas fezes.

O ser humano é contaminado quando realiza a ingestão ou então em contato com areia, jardins e solos de ambientes públicos e levam as mãos contaminadas para as bocas.

Essa verminose ocasiona distúrbios no intestino, fígado, coração e pulmões.

Ela deve ser prevenida pela manipulação correta das fezes, utilizando luvas, levando o seu gato ao veterinário e jogando as fezes no lixo embaladas ou no vaso sanitário.

Nos humanos as larvas não realizam o ciclo completo, apenas nos gatos, mas ocorrem reações da mesma maneira.

Nos felinos as larvas crescem e se multiplicam dentro do intestino.

Já nos humanos ela ocasiona alergias, febre, redução da alimentação, dores musculares, abdominais, tosse, anemia.

Doença das fezes do gato: Ancilostomíase

A última doença das fezes do gato é ocasionada por um parasita, a A. Tubaeforme.

O gato realiza a contaminação pela ingestão de conteúdo, fezes e alimentação que estejam infectados.

A ancilostomíase é mais comum de acontecer em ambientes que tenham praia.

Os sinais clínicos nos gatos são o enrijecimento da pele, tosse, a disposição é reduzida, as mucosas ficam pálidas, diarreia, vômito e perda do peso.

A contaminação para os seres humanos acontece pelo contato com o solo contaminado, ocasionando lesões na pele principalmente.

Ela também é conhecida como larva migrans cutânea.

Fezes de gato: doenças, como evitar?

fezes de gato transmite doençasFezes de gato: doenças, como evitar? Agora que já vimos como fezes de gato transmite doenças veja como evitar isso.

Tem como evitar sim a contaminação por essas doenças, mas a principal lição que queremos deixar sobre as doenças causadas por fezes de gato, é que o seu bichano precisa ir sempre o veterinário.

Quanto antes a doença foi identificada, menores serão os riscos para seu bichano.

  • Vacine, vermifugue e medique seu gato corretamente
  • Lave muito bem as mãos após limpar as fezes do gato e até após as brincadeiras
  • Ao manipular as fezes utilize luvas ou então sacos plásticos
  • Ensaque sempre as vezes ou então jogue-as no vaso sanitário
  • Higienize sempre o ambiente de casa e onde o seu gato costuma ficar
  • Trocar sempre a areia da caixa de areia

Esses são os principais cuidados que você deve ter com as doenças causadas por fezes de gato.

Os gatos também precisam de outros cuidados e sempre abordamos isso aqui, para isso, confira nossos outros artigos.

Você viu hipóteses onde fezes de gato transmite doenças, mas sabia que VOCÊ pode estar deixando seu gato doente sem querer?

doenças causadas por fezes de gato, fezes de gato doenças

Fezes de gato: doenças, como evitar? Vimos que fezes de gato transmite doenças (normalmente por descuido dos humanos), mas sabia que alguns descuidos podem deixar seu gato doente?

Nesse artigo vimos que, por descuido dos donos pode haver alguns casos que fezes de gato transmite doenças.

Mas esses descuidos (muitos deles com os donos de gatos achando que estão fazendo o melhor para seus bichanos) muitas vezes podem deixar seu gato doente ou mesmo levá-los a morte.

Por isso listamos nesse vídeo 07 doenças que donos de gatos causam em seus gatos sem querer, que podem inclusive matá-los, e o que você deve fazer para evitar que isso aconteça.

 

4 Comentários


  1. Sou paraplégica, moro em um Apt de 2 quartos , 2 banheiros , 1 sala , cozinha conjugada com uma mini área de trabalho. Li todos os artigos aqui publicados e agora fiquei em dúvida sobre ter ou não um gato ( queria muito uma companhia) e escolhi o gatinho depois de conhecer um de minhas netinhas . Meu medo maior é NÃO conseguir cumprir os cuidados necessários aqui expostos , tmb a transmissão de doenças já q tenho imunidade muito baixa . Não acredito q empregadas façam limpezas e tratem o gatinho com atenção e cuidados q necessitam e sei q não consigo fazer isso tudo sozinha . Tmb o odor e pelos espalhados pelo Apt vão me incomodar ( tenho um olfato muito aguçado) , sou extremamente higiênica comigo e com minha casa . Acha q com esse perfil ainda posso ter um gato ? Ps: e qdo tiver q fazer uma viagem ? Não posso levá-lo para casa de amigos , hospitais ou hotéis … acha mesmo q minha empregada viria a minha casa para cuidar do gatinho ? Fica aqui minhas dúvidas! Podem me ajudar me dando uma resposta Franca por favor ! Abraços Janne ( 63 anos , 28 anos cadeirante por acidente automobilístico, avó de 3 princesas: 1 de 4 anos , outra de 2 e a caçula de 5 meses . Todos os dias me visitam e eu tenho vivido por elas 🍼

    Responder

    1. Oi, Janne. Obrigado por separa um tempo pra escrever pra nós.

      Então, gatos não precisam de muitos cuidados constantes. Aliás, essa é uma das coisas que mais me fascina neles! Todavia, algumas coisas são indispensáveis, como o cuidado com a caixinha de areia, por exemplo. Além do cheiro, eles são extremamente higiênicos, ao ponto de não usar mais a caixa depois de um certo ponto. Pêlos também são um problema, mas nada que não possa ser resolvido com um bom aspirador de pó.

      Sobre a sua imunidade, o ideal seria ver com o seu médico de confiança, pra ter certeza de que não traria nenhum malefício a você, ok?

      Com relação a viagem segue a mesma ideia dos cuidados da sua própria casa. Limpeza, aspirar, etc. Só que em um local diferente. Se você conseguir cuidar deles em casa, certamente consegue cuidar em outro lugar, desde que esse lugar possa ter o cuidado pra que eles não fujam. Mas se preferir deixá-los em casa aí vai depender do tempo de duração da viagem, se você conseguir que suas empregadas pelo menos limpem a caixinha e reponham água e comida, já está de bom tamanho o carinho e atenção você dá na volta.

      Como companhia, dificilmente você vai ter algo mais apaixonante do que um gato, mas eu sou suspeito pra falar, rsrs.

      Em resumo, NINGUÉM vai cuidar dos nossos gatos como nós. Assim como ninguém vai cuidar dos nossos filhos humanos como nós. Mas isso não nos impede de viver, certo? O ideal seria ver o que você consegue fazer das tarefas e conversar com as empregadas se elas estariam dispostas a te ajudar com a parte mais difícil. Se juntando as duas partes você conseguir cumprir as recomendações que a gente passa sempre aqui, está perfeito!

      Espero muito ter ajudado e tirado suas dúvidas. Mas precisando é só chamar. 😉

      – Felipe

      Responder

  2. MINHA MAE TB VIVIA MUITO SO E APRESENTAVA SINAIS DE COMECO DE DEPRESSAO, AÍ ME DERAM UMA IDEIA DE CRIAR UM GATINHO. PEGUEI UM NA RUA RECEM NASCIDO E FOI O MELHOR REMEDIO P ELA. TROUXE UMA ALEGRIA MUITO GRANDE P ELA. ELE SO VIVE PERTO DELA, MUITO CARINHOSO COM ELA, SEMPRE Q CHEGO EM CASA ELE TA DEITADO NO SOFA COM ELA. ELA TEM UMA CERTA IDADE, NUNCA TIVEMOS PROBLEMAS, SO TROCAR A AREIA DA CAIXINHA COM FREQUENCIA E DAR AS VACINAS E VERMIFUGACOES TEMPO CERTO.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *