Como Introduzir Seu Gato A Um Novo Cachorro

Como Introduzir Seu Gato A Um Novo Cachorro

Por mais que algumas pessoas digam o contrário, cães e gatos podem se dar muito bem e serem ótimos amigos.

Mas para isso acontecer, é importante fazer uma apresentação adequada entre os dois, afinal, a interação deles dependerá disso.

Então, se você já possui um gatinho e está pensando em ter um cão na família, nós separamos algumas dicas para te ajudar nessa missão.

Para que a introdução ocorra da melhor maneira possível, e para que os dois tornem-se grandes amigos o quanto antes.

Considere personalidades dos animais de estimação

Como Introduzir Seu Gato A Um Novo Cachorro

O ato de comprar ou adotar um cão, faz com que a gente se apaixone na hora.

Mas antes de decidir isso, é preciso considerar a personalidade do seu bichano, para ver se ele irá se adaptar com um novo integrante.

Dando um pequeno exemplo:

  • Cão já conheceu outros animais de estimação?
  • Gatos principalmente?
  • Ele sempre se deu bem com outros animais?

Essas perguntas são importantes, porque alguns cães podem se animar em algumas brincadeiras e acabar machucando seu gato, ou então, há cães que sentem medo ou vontade de atacar um gato.

Raças diferentes sempre terão comportamentos diferentes, mas se você está procurando um cão sem raça definida, é preciso ir mais a fundo, caso ele não seja mais um filhote.

Porque afinal, queremos que o seu gato e o seu cão sejam amigos.

Conversar com a pessoa no momento da adoção, ou com algum responsável pela criação da raça, passar um tempo conhecendo o animal, irá te ajudar a encontrar um companheiro que combine o comportamento e personalidade com o seu gato.

Veja Mais:

A grande revelação: Seu gato irá conhecer o Cão

Como Introduzir Seu Gato A Um Novo Cachorro

Você encontrou o cão para ser o novo integrante da família, seja ele filhote – o que é ótimo pois as chances de se adaptar são maiores; ou um adulto, é hora de preparar o primeiro encontro entre eles!

O processo é o mesmo que você seguiria caso fosse apresentar outro gatinho para seu gato.

Ao longo dos dias, façam que eles fiquem por um período de tempo em um ambiente em comum, mas com barreiras entre eles, faça brincadeiras com os dois, dê petiscos.

Aliás, o espaço pode ter diversas coisas para explorar, para que eles conheçam o cheiro um dos outros também, por exemplo, colocar o cão em um cercadinho para que o gato sinta o cheiro dele durante a interação.

O cão pode acabar latindo ou se animando para tentar chegar próximo do gato. Esse comportamento precisa ser avaliado com cuidado, para identificar se é um comportamento para brincar ou para agressão.

  • Considere entrar em contato com um adestrador para ajudar a prevenir que acidentes aconteçam.

Leia Mais: Livros Digitais Sobre Gatos Que Podem Fazer Com Que Seu Gato Viva Até Duas Vezes Mais Que a Média Normal


Utilizando uma guia na interação

Como Introduzir Seu Gato A Um Novo Cachorro

Se os animais de estimação estão ficando calmos perto um dos outros, mesmo que por espaços separados ou você separando, você pode deixá-los no mesmo cômodo, utilizando uma guia segura no seu cão.

Seu gato pode aparecer assustado e até mostrar os dentes, e o cão pode apenas estar muito curioso querendo brincar.

Observe o comportamento de cada um, e acompanhe dessa forma até perceber que os dois estão calmos, tão calmos que não vão se incomodar com a presença um do outro.

  • Nessa etapa é importante verificar se o seu gato está se alimentando normalmente, afinal, pode ser um período estressante para ele

Caso algum dos dois apresente um comportamento agressivo, é preciso voltar para a primeira etapa, e continuar o processo até que os dois estejam preparados para estar no mesmo espaço sem barreiras.

Por mais que a interação possa ter sido excelente na sua frente, não é uma boa ideia manter os dois no mesmo ambiente sem supervisão, principalmente se você não está em casa.

Tenha muita calma, todo o processo vai dar certo sim!

Veja Mais:

Encontros não supervisionadas

Como Introduzir Seu Gato A Um Novo Cachorro

Se os dois animais permaneceram calmos, estando no mesmo ambiente, mesmo com o cão estando, ou não com a guia, você pode dar o próximo passo, que é promover os encontros sem supervisão.

Esse processo pode demorar um mês para chegar, afinal, é importante que ninguém saia ferido no processo e que eles possam ficar juntos livremente.

O objetivo é fazer com que o seu gato residente aceite o seu novo cão, e que o seu novo cão se comporte com calma com o seu gato.

Se o seu cão está muito estressado com a presença do gato, ou se o gato é muito agressivo com o cão calmo, a interação pode não ser suficiente sem o auxílio de um adestrador.

Em hipótese alguma force as situações, isso pode ser muito grave para os dois animais de estimação, provocará muito estresse podendo até gerar traumas profundos.

Infelizmente em alguns casos, pode acontecer que o gato acabe não aceitando o cão mesmo.

Então você precisa considerar as necessidades dele, especialmente se ele parar de alimentar e ingerir água, utilizar a caixinha de areia e ficar isolado de todos os integrantes da família.

Novamente, contar com a ajuda de um especialista em comportamento animal caso a interação não dê certo, é uma ótima ideia.

E lembre-se, tenha paciência, pode demorar ou não, mas seus pets irão se adaptar uns com os outros.


Você já sabia tudo que falamos aqui? Comenta ali no final “Não foi novidade”. Se aprendeu algo novo, comenta “Eu não sabia ….”.

Não se esqueça de conhecer nossas mídias sociais (temos conteúdos exclusivos para cada uma delas!):


Quer aprender mais?

Se quiser saber mais sobre o Guia Para Um Gato de 14 Vidas, que foi de onde eu tirei as informações (e de onde eu tiro 99% das dicas que eu mando pra vocês), pode clicar AQUI.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *