Areia de Gato: Diferenças e como escolher

Areia de Gato: Diferenças e como escolher

AREIA PARA GATOS: TUDO O QUE VOCÊ PRECISA SABER

Os felinos são conhecidos por possuírem uma higiene natural. Eles se limpam por longos períodos do dia, enterram seus dejetos e não ficam em ambientes sujos. Devido a esse comportamento, os felinos precisam de um ambiente limpo e de condições adequadas para que consiga manter seus hábitos de higiene. Como escolher a areia de gato?

Existem alguns cuidados que os donos de gatos podem tomar para auxiliá-los nessa rotina diária, como:

  • Escovar os pelos do gato. O ideal é tentar acostumar o gato a ser escovado desde filhote, para evitar possíveis situações de estresse. A escovação desfaz os nós indesejáveis nos pelos;
  • Cortar as unhas. Os gatos têm o costume de arranharem superfícies para manter suas unhas aparadas. Adquirir arranhadores é uma ótima forma de ajudar os felinos nessa tarefa e evitar que eles danifiquem os móveis.
  • Caixa de areia. A caixa de areia é um dos elementos fundamentais para auxiliar na higiene felina, principalmente em ambientes fechados, como apartamentos. Então é importante ensinar o gato a usá-la e mantê-la sempre limpa.

Adquirindo a areia de gato certa

Areia de Gato: Diferenças e como escolher
Areia para gatos: qual é a certa?

O dono do felino pode se deparar com diversos tipos de areia no pet shop, e acabar ficando em dúvida sobre qual comprar. As areias podem variar de acordo com o tamanho do grão e tipo de odor.  Alguns gatos podem sentir dores nas patas devido a grãos um pouco maiores, outros podem não gostar do odor da areia ou do pó que certos tipos liberam. Por existirem areias específicas para cada pet, é importante testar algumas para ver com qual o gato se adapta melhor.


Areia sílica

Essa variedade possui uma absorção maior e é a mais recomendada por veterinários. Ela normalmente é branca, com grãos finos, mas também pode ser encontrada em diversas cores. As areias coloridas normalmente facilitam a identificação da sujeira. Por ser eficaz na inibição de odores, ela é uma boa opção para lugares fechados. Esse tipo de areia divide opiniões, pois pode causar distúrbios intestinais no felino caso ingerido.

Granulado

Este tipo de areia não é muito utilizado pelos donos de gatos. Ele se parece com o substrato utilizado por outros tipos de pets, como roedores. O granulado de madeira é composto, normalmente, por madeira de reflorestamento. Uma das vantagens desse material é que ele é biodegradável, então pode ser jogado pela descarga. A desvantagem é que seu material pode não fazer bem para gatos com doenças respiratórias.


Bentonita

É composta por um grão fino de argila e possui uma boa absorção, além de não causar riscos se for ingerido pelo gato. A desvantagem é que ela pode ter um custo maior.

Sepiolita

Também chamada de “espuma do mar”, não oferece muita praticidade ao dono. Ela não tem uma boa absorção e gera muita lama.

Biodegradável para gatos

Embora essa areia seja parecida com o granulado, ela é composta por materiais diferentes, como milho e mandioca. Ela também inibe odores e possui uma alta absorção.

Areia comum

Essa variação é a mais utilizada pelos donos de gatos, e também a mais encontrada nos pet shops. Ela pode ser encontrada em diversos tipos de granulações. Tem um bom custo-benefício, mas não é muito eficaz na inibição de odores.

Areia caseira

 Muitas pessoas buscam alternativas para economizar na areia para os pets, mas essa economia pode prejudicar a saúde dos gatos. A areia de construção, por exemplo, não deve de forma alguma ser usada na caixa de areia, pois pode estar contaminada com vários tipos de parasitas.

Há quem complemente a areia com farinha de mandioca ou fubá. Misturar esses elementos aos grãos de areia pode causar danos sérios à saúde dos gatos, como doenças respiratórias e dermatites. Esses elementos não são adequados, ficam úmidos e podem atrair insetos, tornando o ambiente muito desagradável tanto para o pet quando para o dono.

Comprando uma caixa de areia

Areia de Gato: Diferenças e como escolher
Areia para gatos: A dúvida sobre a caixa de areia.

De acordo com especialistas, é importante que o dono entenda o comportamento do felino para conhecer seus hábitos. Ter esse tipo de conhecimento é importante para escolher a areia e a caixa certa para o pet. Cada gato precisa ter uma caixa de areia própria, pois eles são territoriais e não gostam de dividir espaços, muito menos quando se trata de fazer suas necessidades.

A quantidade ideal é aproximadamente duas caixas de areia por gato. No caso de 3 felinos, por exemplo, é recomendável o uso de 3 caixas higiênicas. Atualmente existem vários tipos de caixas disponíveis no mercado. Então, o tipo certo dependerá do tamanho e das características do pet.

Cuidados que o dono precisa ter com a caixa de areia de gato

Além de cuidados com o tamanho da caixa e o tipo de areia, a quantidade de areia na caixa também é muito importante. Não há como agradar ao pet e, ao mesmo tempo, economizar no nível de areia. O ideal é que o nível de areia na caixa seja de pelo menos 5 cm, sem qualquer outro elemento misturado.

A caixa deve ser limpa pelo menos duas vezes por dia, retirando todos os torrões de urina e fezes. Fazer uma limpeza com álcool duas vezes ao mês também ajuda a manter a caixa limpa e o gato saudável.

Posicionar a caixa de areia no lugar certo também é muito importante. Colocar a caixa em lugares distantes, movimentados, ou onde o gato não consiga ver, pode ser muito estressante e se tornar um grande incômodo para ele. A melhor forma de garantir que o pet se sinta confortável ao fazer suas necessidades, é deixando a caixa em lugares acessíveis e calmos, como, próximo ao sofá ou no banheiro.

O que fazer se o gato parar de usar a caixa de areia?

Areia de Gato: Diferenças e como escolher

O gato é mais sensível a doenças renais, portanto, quando ele deixa de ir à caixa de areia é preciso ver se há algum problema. O felino pode deixar de usar o “banheiro” por diversas razões. Seja por problemas de saúde ou por falta de limpeza da caixa. Se o gato estiver sentindo dores ao urinar, por exemplo, ele irá associar a caixa de areia à dor que está sentindo.

Se o dono estiver em dias com a limpeza da caixa de areia e mesmo assim o gato parar de usá-la, é melhor levá-lo ao veterinário para ter um diagnóstico completo.

Conclusão: Areia de Gato – Diferenças e como escolher

Quando falamos de areia para gatos, há diversos tipos e com diversos valores. A escolha vai ser dar de acordo com as suas necessidades e possibilidades. Uma dica final é sobre a caixinha de areia.

A caixa de areia deve ser limpa com regularidade, porque gatos são muitos higiênicos e podem evitar usar uma caixinha suja. Por isso é interessante ter mais uma caixa de areia para gatos se você passar muito tempo fora de casa.


Se você já sabia tudo que falamos aqui, comenta ali no final “Não foi novidade”. Se aprendeu algo novo, comenta “Eu não sabia ….”.

Não se esqueça de conhecer nossas mídias sociais (temos conteúdos exclusivos para cada uma delas!):

Quer aprender mais?

Se quiser saber mais sobre o Guia Para Um Gato de 14 Vidas, que foi donde eu tirei as informações (e de onde eu tiro 99% das dicas que eu mando pra vocês), pode clicar AQUI.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *