7 Dicas Para Lidar Com Gato Medroso

Tempo de leitura: 6 minutos

7 Dicas Para Lidar Com Gato Medroso

Você tem um gato medroso? Veja essas 7 dicas para lidar com gato medroso!

Índice da matéria ‘7 Dicas para lidar com gato medroso’:

  1. Dica – Configurar o ambiente
  2. Dica – Nenhum outro animal residente é permitido no quarto, a menos que o menor tenha um amigo.
  3. Dica – Incentive seu gato a se sentir seguro
  4. Dica – Ler para gatos pode ajudá-los a se sentir seguros.
  5. Dica – A consistência ajudará esses pequenos a se sentirem seguros.
  6. Dica – Nunca encurrale, nem acaricie um gato contra sua vontade.
  7. Dica – Treinamento com Clicker
  8. Conclusão: Aos poucos, o gato se sentirá seguro o suficiente para se tornar parte da família.

Como posso ajudar meu gato medroso a se sentir seguro e protegido? Siga estas dicas para criar um ambiente calmo e fazer coisas que incentivem seu gato a ser um membro confiante e visível da família.

Você mora com um gato inseguro e medroso?

Você provavelmente está familiarizado com os comportamentos. Os gatinhos mostram que estão se sentindo inseguras e medrosos de várias maneiras. Ele pode ser um gato fantasma – suas únicas dicas de que você compartilha uma casa com um gatinho assim são as tigelas de comida vazias pela manhã e os sinais óbvios de que ele usou a caixa de areia.

Veja também: quantos doenças você pode prevenir se tomar os devidos cuidados.

Ele também pode se esconder regularmente sob o sofá ou a cama. Estes são locais perfeitos para verificar o que está acontecendo na casa sem ser detectado. Ou, ela pode exibir seu medo escolhendo: a companhia apenas dos membros da família enquanto corre dos visitantes.

Veja essas 7 Dicas para lidar com gato medroso

Embora isso não aconteça da noite para o dia, muitos gatinhos inseguros podem ser encorajados a se sentir seguros e protegidos.

1 Dica – Configurar o ambiente

A maioria dos gatos medrosos precisa de seus próprios cômodos (sala ou quarto), onde eles podem começar a se sentir seguros. Os quartos seguros ideais são tranquilos, sem ruídos e atividades repentinas. Os quartos podem ser santuários ideais. Muitos gatos conferem suas pessoas enquanto dormem.

Aqui estão algumas dicas para otimizar o ambiente seguro:

  • Coloque um território vertical, como árvores de gato e prateleiras, na sala de segurança, bem como em outras áreas onde os gatinhos residentes fiquem. Os gatos se sentem seguros observando os acontecimentos em casa a partir de pontos altos. O território vertical deve ter pelo menos um metro e meio de altura. Porém, mais alto é ainda melhor.
  • A sala precisa de caixas e túneis. Angule esses túneis ligeiramente em direção às paredes, para que o gato não se sinta exposto.
  • Arranhar em locais horizontais são obrigatórios. Os gatos arranham por várias razões, inclusive marcando seus territórios e coçando quando se sentem em conflito e estressados.
  • Não se esqueça dos outros itens essenciais: lugares confortáveis para dormir, comida, água, brinquedos e, é claro, caixas de areia descobertas.

Os quartos do santuário ajudam os gatos a se sentirem seguros.

2 Dica – Nenhum outro animal residente é permitido no quarto, a menos que o menor tenha um amigo.

Os amigos ligados devem estar sempre juntos – separá-los pode fazer com que ambos fiquem estressados. Gatinhos que habitualmente se escondem debaixo de móveis não devem ser permitidos fora do quarto até que estejam se sentindo corajosos o suficiente para se aventurar fora de seus santuários.

Essa é uma das 7 dicas para lidar com gato medroso bastante relevante.

3 Dica – Incentive seu gato a se sentir seguro

Depois que o quarto dele está configurado, o trabalho começa. Dependendo do nível de medo do gato, uma pessoa pode ter que ser designada como seu amigo e ganhar sua confiança. Outros membros da família podem começar a interagir com ele depois que ele começa a se sentir seguro.

A chave para ajudá-lo a superar seus medos é garantir que ela tenha experiências positivas em torno das pessoas. Sempre que alguém entra em seu quarto, algo que ela gosta precisa acontecer. Se ele é fã de comida, então toda visita precisa incluir guloseimas ou refeições. Se ele é um jogador, então seduza-o com novos brinquedos.

4 Dica – Ler para gatos pode ajudá-los a se sentir seguros.

Um método eficaz para trabalhar com gatinhos traumatizados e altamente inseguros é sentar-se no chão a certa distância e ler em voz alta. Os livros infantis são perfeitos, porque as vozes das pessoas tornam-se melódicas e mais suaves ao lê-las.

Dessa você sabia? A maioria das pessoas não sabem, essas 7 dicas para lidar com gato medroso são valiosas.

5 Dica – A consistência ajudará esses pequenos a se sentirem seguros.

Mantenha um ritmo – alimente-a todos os dias no mesmo horário. Se ele gosta de jogar, dedique tempos específicos todos os dias para jogar, acalme-a esfregando guloseimas nos brinquedos, limpar caixas de areia e visitá-la em um horário. Quanto mais visitas, melhor.

O ambiente também precisa ser consistente. Não mova móveis para gatos nem altere os locais das caixas de areia ou estações de alimentação.

6 Dica – Nunca encurrale, nem acaricie um gato contra sua vontade.

Em vez disso, incentive-a a se sentir segura com doces e brinquedos. Ele deve sempre ter a escolha de avançar ou recuar.

Sempre reforce seu gatinho quando ele fizer comportamentos que mostrem que está começando a se sentir seguro. Como existem diferentes graus de insegurança, o comportamento dele pode ser tão sutil quanto espiar debaixo de uma cama ou tão descarado quanto pedir carícias.

7 Dica – Treinamento com Clicker

O treinamento do Clicker é uma ferramenta eficaz para ajudar os gatinhos a superar medos. É divertido, estimulante e dá a eles a opção de participar. É também uma ótima maneira de reforçar qualquer comportamento que seja um passo em direção ao objetivo dele se sentir seguro. Também funciona bem para dessensibilizar gatos a sons assustadores, assim como outros eventos assustadores.

Aplique essas 7 dicas para lidar com gato medroso.

Conclusão: Aos poucos, o gato se sentirá seguro o suficiente para se tornar parte da família.

Tenha em mente que você está no cronograma do gato. Pode levar dias, semanas ou mais até que ela se sinta segura o suficiente para se juntar ao resto da casa.
Espero que tenha gostado dessa matéria e que seu gato não tenha mais medo, essas 7 dicas para lidar com gato medroso faraó muita diferença na sua vida.

Se quiser saber de onde tiro essas dicas, conheça o Guia para um gato de 14 vidas. 

Obrigada por ter lido, compartilha nas suas redes sociais e até a proxima.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *