Como Evitar Que Meu Gato Tenha Toxoplasmose

Tempo de leitura: 5 minutos

Como evitar que meu gato tenha toxoplasmose


Índice da Matéria

  1. Como evitar que meu gato tenha toxoplasmose
    1. Como o gato transmite a toxoplasmose?
  2. Como evitar que meu gato tenha toxoplasmose: Como detectar a toxoplasmose?
  3. Afinal, como evitar que meu gato tenha toxoplasmose?
  4. A importância de se saber o básico sobre as principais doenças que afetam os felinos

Como evitar que meu gato tenha toxoplasmose

Quando o assunto é sobre toxoplasmose, o primeiro animal que pensamos é o gato, inclusive é por isso que diversas pessoas nos perguntam “como evitar que meu gato tenha toxoplasmose?"

O gato acaba sendo o vilão e o culpado incorreto da história. A toxoplasmose é sim uma zoonose, ou seja, uma doença que é transmitida de animais para humanos. Mas onde o gato entra na história?

O gato é apenas o hospedeiro definitivo do Toxoplasma gondii, que é um protozoário, porém, muitas pessoas não se informam sobre o assunto e acabam abandonando diversos gatos quando não pesquisam corretamente.

Como o gato transmite a toxoplasmose?

É necessário que o gato faça a ingestão dos oocistos esporulados do Toxoplasma, que pode ser encontrado na carne crua! Ou então ele precisa ingerir fezes de outro gato que foi infectado por toxoplasmose.

Uma vez que os oocistos foram ingeridos, o gato começa a eliminar eles nas fezes, como forma infectante e acaba contaminando quem ingerir as fezes. No caso dos gatos como hospedeiro definitivo, eles não irão manifestar a doença, apenas os hospedeiros intermediários e raramente gatos com a imunidade baixa. Os sinais que os gatos apresentam podem ser:

  • Diarreia
  • Imunidade baixa
  • Aumento da temperatura
  • Redução do apetite
  • Redução das atividades
  • Dificuldade para respirar

Quando ocorre a infecção, o Toxoplasma irá se multiplicar no intestino do gato, fazendo com que os ovos, mais conhecidos como oocistos sejam eliminados nas fezes.

O tempo de eliminação varia entre 15 a 20 dias.

Após isso, os ovos precisam amadurecer no ambiente, esse processo ocorre em 1 a 5 dias e então eles se tornam oocistos esporulados capazes de produzir infecção.

Como evitar que meu gato tenha toxoplasmose: Como detectar a toxoplasmose?

Nenhum diagnóstico pode ser feito sem o auxílio de um médico veterinário, para isso, o médico irá usar uma amostra de sangue do seu gato.

As fezes não são úteis para fazer a análise, porque a doença possui várias fases, podendo ou não aparecer no exame.

O exame pode ser realizado mais de uma vez. O recomendado caso a doença seja encontrada é ser feito a cada seis meses! Ou então de acordo com que o veterinário instituir.

Afinal, como evitar que meu gato tenha toxoplasmose?

Para nós é importante evitar a toxoplasmose. O ideal é ter cuidado ao entrar em contato com as fezes do seu gato, sempre usando luvas ou então lavando as mãos quando realizar a limpeza da caixa de areia.

Já para os gatos, os cuidados são um pouco diferentes! É preciso ter muito cuidado na hora de oferecer alimentos crus ou que não foram higienizados corretamente como:

  • Carne crua ou mal passada
  • Frutas
  • Legumes e vegetais

Você pode saber mais informações sobre como preparar alimentação natural pro seu gato de forma correta aqui

Vale lembrar que os humanos também se infectam por esses alimentos. E a atenção deve ser dobrada, principalmente para as grávidas.

O segundo cuidado é sempre levar o seu gato ao veterinário.

Não fique levando ele apenas quando ficar doente, afinal, ele precisa ser vacinado e vermifugado também.

Há tratamento para toxoplasmose sim, e quanto antes for realizado, melhor será para seu amigo.

O terceiro cuidado é com a caixa de areia, você deve limpar ela todos os dias, de preferência duas vezes ao dia. E limpá-la com os produtos adequados também é fundamental.

Se o seu gato não tem muito acesso a rua, não se alimenta de comidas cruas ou então legumes e verduras mal lavados, não entre em pânico! Essas são as principais dicas para a pergunta como evitar que meu gato tenha toxoplasmose

Obviamente vale a pena ficar atento e seguir todas as nossas dicas de prevenção.

A importância de se saber o básico sobre as principais doenças que afetam os felinos

Nós já mostramos nesse vídeo os 3 pilares da vida saudável dos gatinhos, que juntos podem fazer com que ele viva até o dobro da expectativa de vida média esperada.

Os 3 pilares, de forma bem resumida aqui só para se ter uma ideia, são: alimentação correta, exercícios e possuir conhecimento básico sobre saúde do seu bichano.

Ou seja, é de suma importância que você conheça todas as principais doenças que acometem os nossos felinos.

Conhecendo essas doenças é possível que você consiga se prevenir com relação a essas doenças (pelo menos as possíveis de serem prevenidas), e caso aconteça o pior você será capaz de identificar a doença cedo, e assim ter mais chances de tratar o seu gatinho o mais rápido possível, aumentando suas chances de sobrevivência.

Para conhecer mais sobre as principais doenças que afetam os gatinhos e sobre os 3 pilares você pode assistir esse vídeo aqui.

Espero que tenha gostado de todas as dicas! Caso tenha alguma dúvida é só entrar em contato com a gente.

Abraço!

Photo Credits: tnchanse ~ Tom Hansen

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *